Aguarde...

Benvindos Freguesia de Ventosa - Alenquer

Turismo

Tanto na mencionada Quinta do Rossio, como em outras situadas na freguesia de Ventosa, o gosto pelo estilo romântico, de uma época considerada de ouro, originou constantes reuniões de artistas, escritores, poetas, oradores, conhecidas como tertúlias.

Dois dos ilustres que habitualmente visitavam estas quintas, como, o poeta João de Deus e o pintor Ribeiro Cristino, ficaram fascinados com a beleza da paisagem local.

Também os Ventosenses, António Máximo Lopes de Carvalho, nascido na Quinta do vale, em Labrugeira, e João Franco Monteiro, nascido na Quinta da Mourinheira, em Cortegana, se teriam igualmente deixado deslumbrar pela beleza da sua localidade.

Apelidada, em finais do século XIX, de “Sintra do Alto Concelho”, pelo seu ambiente bucólico e romântico, a Cortegana concentra algumas das mais interessantes casas e quintas do concelho de Alenquer.

O exemplo mais notável é o da Quinta do Rossio, que por herança dos antepassados maternos (Carvalhosa Henriques) veio a caber a Sebastião José de Carvalho, Visconde de Chanceleiros, que substituiu o velho solar de família por um palacete ao gosto dos finais do século XIX.

A VISITAR: 

IGREJAS

• Igreja Paroquial Nossa Senhora das Virtudes 

• Igreja do Espírito Santo – Atalaia

• Igreja Nossa Senhora da Saúde – Cortegana

• Igreja de São Gonçalo – Freixial de Cima 

• Igreja de Santo António – Labrugeira

• Igreja Nossa Senhora do Amparo – Penafirme da Ventosa

• Igreja de São José – Penedos de Alenquer

• Igreja Rainha Santa Isabel – Vila-Chã

 

QUINTAS

• Quinta da Baronesa – Cortegana

• Quinta de Porto Franco – Cortegana

• Quinta do Rossio – Cortegana

• Quinta Vale Gama - Cortegana

• Quinta de Monte D’ Ouro – Freixial de Cima

• Quinta do Coelho – Labrugeira

• Quinta do Vale – Labrugeira

• Quinta Valle Riacho – Labrugeira

• Quinta de São Gonçalo – Parreiras

• Quinta das Rosas – Penusinhos

• Quinta da Bichinha – Vila-Chã

 

EVENTOS ANUAIS

•  Santo António, a 13 de Junho na Labrugeira.

•  Nossa Senhora da Saúde, a 15 de Agosto, na Cortegana.

•  Círio da Labrugeira à Capela de São Jorge, no último fim-de-semana de Agosto.

•  Círio de Vila Chã, Labrugeira e Casais Galegos à Senhora da Misericórdia, a 7, 8 e 9 de Setembro.

•  A Feira de Santo António, em Labrugeira, que se realiza todos os anos a 13 de Junho, continua a fazer parte dos costumes da população.

•  Feiras:   Anual (13 de Junho).

GASTRONOMIA

A freguesia de Ventosa, como Zona de Caça que é, não pode deixar de ser tradição os pratos confeccionados à base de carne, sendo exemplo disso, o Coelho à Caçadora.

ARTESANATO

A alfaiataria é uma tradição artesanal na freguesia, considerada esta uma arte que se confunde com a história de Portugal, tendo se exercido em várias zonas do país durante várias épocas. Cheia de segredos técnicos, embora utilizando instrumentos de trabalho muito simples, como tesouras, réguas, entre outros, mas com uma aprendizagem necessária de longa duração. Na viragem do século XIX para o século XX, a alfaiataria conhece o seu período de ouro em Portugal, tendo progressivamente o vestuário de “confecção em série”, substituindo a perfeição desta arte, que apesar de tudo ainda se mantém.

 

•  Quinta do Rossio

A Quinta do Rossio, é um edifício de dois andares, com características arquitectónicas dos finais do século XIX (com características de arquitectura sóbria e elegante). O corpo central da construção ostenta a pedra de armas da família Carvalhosa. 

Na frente do edifício, encontra-se um belo jardim, e as edificações estão rodeadas por uma densa mata, constituída essencialmente por cedros, eucaliptos e outras espécies de árvores e arbustos, próprios da região. A vinha ocupa uma grande parcela da quinta.

Junto de um reservatório de água que alimenta a quinta, encontra-se a Fonte dos Passarinhos, construção do século XVIII, de planta circular.

A estrutura da quinta conjuga funções de recreio e produção, levando em conta que esta possui um microclima favorável ao desenvolvimento da vegetação exuberante, e com uma qualidade de ambiente fresco e rico em aromas, texturas e cores.

 

•  Igreja da Nossa Senhora da Saúde

Igreja da Nossa Senhora da Saúde, em Cortegana, igreja Paroquial da Freguesia. Há alguns anos substituiu a igreja de Nossa Senhora das Virtudes, é um pequeno templo, em que entre as várias características se encontra um retábulo do altar-mor, que é um belo exemplar do século XVIII, de talha policromada, em tons verde, vermelho, azul e dourado, com dois belos anjos nos remates laterais do frontão.

O sacrário, em talha dourada, tem uma porta com um relevo da “Flagelação de Cristos”.

No trono do altar está a Padroeira, imagem de pequenas dimensões.

Ainda no altar, duas imagens setecentistas, “Nossa Senhora da Conceição” e “São José com o menino Jesus”.

Na sacristia, as imagens de “São Bartolomeu” e “Santo Antão”, onde se encontra ainda um belo lavabo do século XVIII.

Numa dependência atrás da capela-mor, encontra-se uma a velha pintura sobre tábua, cujo tema é, “Aparição do Veado e Santo Humberto”, o patrono dos caçadores.

No adro, junto da Igreja, existe um pequeno oratório ligado ao grande culto popular da Senhora da Saúde.

 

•  Igreja de Nossa Senhora das Virtudes

Da igreja de Nossa Senhora das Virtudes, dizem no Concelho de Alenquer, que “apenas restam as paredes laterais, a parede frontal, a capela mor, bastante degradada, e a torre sineira”, a “pia baptismal, de formato oitavado com arestas lisas, os vestígios de lançamento das arcadas que separavam as naves, o arco de um altar lateral e, nas paredes, alguns azulejos enxaquetados assinalam ainda a riqueza do interior desta igreja”. 

No seu espaço interior, existem algumas lages tumulares com inscrições, uma das quais da brasonada família Rebelo de Almeida.

Esta igreja deveria ser restaurada, uma vez que é a matriz da freguesia.

 

•  Igreja do Espírito Santo

A Igreja do Espírito Santo, em Atalaia, possui uma só torre sineira, com um fachada simples e austera com cunhais e guarnições de pedra.

Nos azulejos do século XVII do frontão triangular superior, encontra-se a representação emblemática do “Espírito Santo” e da “Custódia”.

Os tectos da igreja são em abóboda de berço e as paredes laterais da nave têm revestimento de azulejos.

Na capela-mor há dois painéis de azulejos do século XVIII, representando “A recolha do Maná” e “David e Abigail”.

Sobre o púlpito de madeira, encontra-se uma figuração de “Pentecostes”.

No coro, estão quatro telas de grande dimensão, com os temas: “Calvário”, “Deposição no Túmulo”, “Oração no Horto” e “Cristo encontra a Verónica”.

O altar-mor tem um retábulo muito simples, do século XVIII, com talha policromada a azul e ouro, e uma imagem de “Santana com a Virgem”, em madeira estofada e policromada.

Na sacristia, encontra-se um bela peça de madeira policromada do século XVIII, que é uma imagem de São Pedro de grandes dimensões.

 

•  Igreja de Santo António

A Igreja de Santo António, na Labrugeira, foi completamente restaurada na década de setenta. Destaca-se a bela banqueta do altar-mor.

No templo há duas belas imagens, a de “São João Baptista” em madeira policromada (século XVIII), e um “Santo António”, de grandes dimensões, de madeira estofada e policromada com olhos de vidro.

Dentro de uma redoma de vidro, está uma pequenina imagem de “Nossa Senhora da Conceição” do século XVIII, de madeira estofada e policromia.

Numa dependência desta igreja, existem outras imagens, como “Nossa Senhora” e “Santo Amaro”, do século XVII, ainda, “São Sebastião” e “São Pedro de Alcântara”, do século XVIII.

 

•  Igreja de Nossa Senhora da Salvação

Na Igreja de Nossa Senhora da Salvação, em Casais Galegos, de estrutura pequena e simples, encontra-se uma imagem da Padroeira.

•  Capela de São Jorge

A capela de São Jorge, situada num sítio ermo, a alguns quilómetros da Labrugeira, tem no altar-mor um São Jorge muito repintado, e numa pequena edícula lateral, uma representação equestre de São Jorge calçando o dragão. Pela armadura do cavaleiro, poder-se-á considerar do século XVII e XVIII. 

•  Igreja de Santa Isabel

A Igreja de Santa Isabel, em Vila Chã, possui uma invulgar e bela imagem da “Rainha de Santa Isabel”, em madeira policromada.

•  Igreja de São José

A Igreja de São José, em Penedos de Alenquer, pequenina, muito cuidada, restaurada, há poucos anos, mas tem um só altar, muito simples e três imagens, de São José, Menino Jesus e Nossa Senhora da Conceição.

•  Igreja de São Gonçalo

A Igreja de São Gonçalo, em Freixial de Cima, tem um só altar, muito simples e com uma imagem de São Gonçalo.

Em Agosto de 1998, a igreja foi fechada para obras de restauro e reinaugurada a 12 de Dezembro de 1999.

Este site utiliza cookies. Ao utlizar o website, confirma que aceita a nossa politica de privacidade.